Licenciamento de software em Lan House

Por Marcel Fukayama

Parte importante no investimento inicial e manutenção de qualquer Lan House, o licenciamento de software sempre foi um ponto de dúvidas, incertezas e irregularidade no setor.

Os grandes players do mercado, como Microsoft – para sistema operacional e aplicativo de escritório – e Electronic Arts – para games, tem dificuldades em desenvolver soluções que atendam às necessidades específicas do mercado.

Caso busque uma solução existente no mercado, como licenças Box / Full – aquelas compradas no varejo, produtos de prateleiras, ainda assim há irregularidade. O contrato de licenciamento de uso não permite que o software seja sub-locado e explorado comercialmente. Surge a pergunta se a Lan House loca o hardware ou software.

Hoje, a Electronic Arts já possui uma solução paliativa para Lan Houses. Com um preço pouco menor do que o praticado no varejo, é possível adquirir games e, após assinar o contrato específico, estar considerado formalizado pela empresa.

A Microsoft, no entanto, ainda está trabalhando em um modelo de licenciamento de baixo custo para Lan Houses levando em conta o impacto social e demandas do canal. O CDI Lan, iniciativa do CDI que visa transformar o setor em centros de serviços sociais de qualidade, tem buscado soluções alternativas junto à filial brasileira da empresa e em breve terá novidades.

A relação da inovação frente à velocidade de movimentação das empresas é um desafio que esperamos superar. O mercado gerou a demanda e, devido à complexidade do canal, o CDI Lan, junto ao projeto Sebrae-CDI-Lan, está atuando junto aos parceiros traduzindo para que se gerem ações para atendermos a essa questão e que o licenciamento de software passe a não ser mais um problema na lista de formalização de uma Lan House.

Anúncios